Última hora

Última hora

Uma portuguesa entre as vítimas do atentado na Tunísia

Uma mulher portuguesa morreu no ataque terrorista desta sexta-feira na estância turística de Sousse, na Tunísia. A informação foi avançada pelo

Em leitura:

Uma portuguesa entre as vítimas do atentado na Tunísia

Tamanho do texto Aa Aa

Uma mulher portuguesa morreu no ataque terrorista desta sexta-feira na estância turística de Sousse, na Tunísia. A informação foi avançada pelo secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Cesário.
“A embaixada portuguesa em Tunes acabou de nos confirmar, infelizmente, que há uma cidadã nacional entre as pessoas que foram mortas ontem [sexta-feira] em Sousse”, explicou José Cesário. De acordo com responsáveis do hotel, em declarações à agência Lusa, a vítima, de 76 anos, era a única portuguesa hospedada no hotel Riu Imperial Marhaba.

A Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo revelou também que nesta altura podem estar na Tunísia mais de 200 portugueses, sete dos quais estariam na região do atentado.

O ataque terrorista, que já foi reivindicado pelo extremistas do autoproclamado Estado Islâmico fez pelo menos 38 vítimas mortais. grande parte é de origem britânica. Para reforçar as medidas de segurança e a luta contra os extremistas, o governo tunisino decidiu tomar medidas também elas radicais.

O primeiro-ministro tunisino Habib Essid, em conferência de imprensa, anunciou que “na próxima semana vamos fechar 80 mesquitas por questões legais. Não é aceitável que na Tunísia existam mesquitas a funcionar à margem da lei”. O primeiro-ministro garante que nestes locais de culto se “incita ao terrorismo”.

Entretanto os turistas já começaram a abandonar a Tunísia. Os operadores turísticos estão a disponibilizar aviões para retirar os estrangeiros do país.