Última hora

Em leitura:

Fair play financeiro está mais flexível


Desporto

Fair play financeiro está mais flexível

O fair play financeiro veio para ficar mas será mais flexível para permitir aos clubes respirar um pouco melhor. É a principal conclusão a reter da reunião do Comité Executivo da UEFA, em Praga, onde o regulamento que visa impedir o endividamento crónico dos clubes foi bastante elogiado pelas altas instâncias do futebol europeu.

De acordo com Gianni Infantino, secretário-geral da UEFA, após a introdução do fair play financeiro “os prejuízos apresentados pelos clubes baixaram para cerca de 400 milhões de euros” pelo que chegou o momento de adaptar o regulamento às circunstâncias atuais.

Na prática, o regulamento nunca impediu os clubes de mais recursos de tentarem comprar o sucesso, apenas os obrigou a novas engenharias financeiras.

A reunião do Comité Executivo da UEFA serviu ainda para atribuir a Cardiff a final da Liga dos Campeões de 2017.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

Desporto

Tóquio 2020: Mais uma derrapagem Olímpica