Última hora

Última hora

Grécia: Partidários do "Não" jogam cartada final

Alexis Tsipras participou, esta sexta-feira, num grande comício pelo “Não” no referendo de domingo. “Não” às propostas dos credores internacionais

Em leitura:

Grécia: Partidários do "Não" jogam cartada final

Tamanho do texto Aa Aa

Alexis Tsipras participou, esta sexta-feira, num grande comício pelo “Não” no referendo de domingo. “Não” às propostas dos credores internacionais. “Não” à chantagem e aos ultimatos. Para Tsipras se o povo grego quer viver com dignidade, na Europa, tem de votar “Não”:

“Agarramos o nosso destino com as nossas mãos, damos voz às pessoas… a Grécia é um país com orgulho, teremos um futuro.”

Os partidários do “Não”, segundo a polícia cerca de 25.000, reunidos na Praça situada em frente ao Parlamento grego, lançam acusações aos parceiros europeus da Grécia:

“Os nossos credores: como a Merkel, Dijsselbloem e Juncker, apontam-nos o dedo e não reconhecem que cometeram um grande erro no caso grego. Não aceitam que tenham condenado o nosso povo à austeridade”, afirma um grego apoiante do “Não”.

Austeridade que não é, para o chefe de governo grego, a melhor forma de resolver a crise.

“No seu discurso, o Primeiro-ministro grego, frisou que “Não”, no domingo, não significa “Não” ao euro, nem à Europa. Alexis Tsipras pediu aos gregos para votarem tendo em consideração o futuro do país e afirmou que, na segunda-feira, começarão novas negociações”, adianta um dos correspondentes da euronews em Atenas, Apostolos Staikos.