Última hora

Última hora

Kiev tem nova força policial

A cidade de Kiev tem 2000 novos polícias. Os jovens, que prestaram juramento este sábado, foram formados pelos Estados Unidos, Canadá e Japão. As

Em leitura:

Kiev tem nova força policial

Tamanho do texto Aa Aa

A cidade de Kiev tem 2000 novos polícias. Os jovens, que prestaram juramento este sábado, foram formados pelos Estados Unidos, Canadá e Japão. As autoridades ucranianas pretendem que esta nova força seja quase incorruptível e o “símbolo da mudança”, uma promessa do governo depois da revolta popular que teve como centro a Praça Maidan, ou Praça da Independência:

“O salário inicial começa partir das 8 mil grívnias. Não é um milhão, mas é algo com o qual se pode viver e sustentar uma família. Esperamos que haja muito poucos casos de corrupção, mas eles existirão, existem sempre, de uma forma ou de outra. Mas isso era algo que nos faltava. A corrupção é um crime. É simples, é preciso travá-la”, diz Ekaterine Zguladze, vice-ministra do Interior, sobre a medida que ela própria tinha já aplicado, com sucesso, no seu país de origem, a Geórgia:

“Na Geórgia o salário de um polícia aumentou 15 vezes durante as reformas. Espero que na Ucrânia aconteça o mesmo, hoje, esta medida é muito importante para mudar a situação no país, para que as pessoas e a polícia sejam amigas e trabalhem em conjunto”, adianta um destes novos polícias, Oleksiy Ziber.

Vinte por cento deste novo grupo de polícias são mulheres que cantaram o hino nacional, no centro de Kiev, com o Presidente Petro Poroshenko, outras individualidades ucranianas e o Embaixador dos EUA na Ucrânia:

“Esta noite, 2000 novos polícias patrulham as ruas de Kiev. Até ao final do ano a medida deve estender-se a outras cinco regiões da Ucrânia. Se houver financiamento suficiente, a reforma deverá estar concluída até ao final de 2016”, explica um dos correspondentes da euronews em Kiev, Dmytro Polonsky.