Última hora

Última hora

Atentados de Londres foram há 10 anos

Londres assinala hoje o décimo aniversário dos atentados suicidas na rede de transportes públicos da capital britânica, que fizeram 52 vítimas

Em leitura:

Atentados de Londres foram há 10 anos

Tamanho do texto Aa Aa

Londres assinala hoje o décimo aniversário dos atentados suicidas na rede de transportes públicos da capital britânica, que fizeram 52 vítimas mortais a 7 de julho de 2005.

Ontem, líderes de várias confissões religiosas assinalaram já a data com uma marcha de solidariedade interconfessional.

O aniversário decorre com o país ainda de luto, onze dias depois da morte de três dezenas de britânicos numa estância tunisina, também vítimas do terrorismo “jihadista”.

Gill Hicks, uma sobrevivente dos atentados de há uma década que perdeu as pernas num dos ataques, diz que “pôr fim a vidas inocentes não avança nenhuma causa. Não há nenhum proveito para a tragédia que se viveu em Londres há dez anos, nem para as que continuam a produzir-se através do mundo”.

Stavros Marangos, um bombeiro recentemente formado na época, foi um dos primeiros na cena de uma das explosões e recorda o horror. Diz que “era como o cenário de um filme de guerra. Com restos de corpos impossíveis de identificar por todos os lados e coberturas por cima de vários cadáveres”. E explica que assistiu “a este massacre” apenas “dois meses depois de ter terminado os treinos” para se tornar bombeiro.

Os atentados coordenados contra três alvos na rede do Metro de Londres e um autocarro da capital, perpetrados por quatro jovens extremistas britânicos, saldaram-se também em setecentos feridos.