Última hora

Última hora

FMI mantém crescimento para Zona Euro apesar da Grécia

Em leitura:

FMI mantém crescimento para Zona Euro apesar da Grécia

Tamanho do texto Aa Aa

O economista-chefe do Fundo Monetário Internacional (FMI), Olivier Blanchard garante que os problemas financeiros da Grécia não representam uma grande ameaça à economia global.

Na apresentação das previsões intercalares, o responsável do Fundo Monetário Internacional afirmou que “se a crise da Grécia piorar, o resto do mundo vai sobreviver muito bem”. Baseado nesta premissa, o FMI prevê que a Zona Euro deve crescer os mesmos 1,5% previstos em Abril.

Na conferência de imprensa de apresentação das previsões, Olivier Blanchard explicou que “as ligações entre a Grécia e o resto do mundo são limitadas, sobretudo no setor financeiro. O FMI é uma instituição com 188 membros, a maioria bem mais pobres que a Grécia e nenhum deles beneficiou do tipo de tratamento especial que queriam que dessemos à Grécia.”

Em relação à economia global, as previsões são menos otimistas: o FMI reviu em baixa o crescimento das economias avançadas de 3,5% para 3,3% para este ano. E manteve a previsão para 2016 de 3,8%.
Esta descida é justificada pelo fraco desempenho dos Estados Unidos. Mas o FMI acredita, no entanto, que se tratar de um atraso temporário.
Em relação à China, a recente crise nos mercados bolsistas não afetou as previsões e o Fundo Monetário Internacional estima que a segunda maior economia do mundo cresça 6,8% este ano.