Última hora

Em leitura:

Estado Islâmico reivindica atentado no Cairo


Egipto

Estado Islâmico reivindica atentado no Cairo

O grupo radical Estado Islâmico reivindicou o atentado à bomba que deixou parcialmente destruído o consulado de Itália no Cairo. A explosão foi provocada por um carro armadilhado, carregado com 450 quilos de explosivos. Fez um morto e nove feridos. Tudo aconteceu às primeiras horas da manhã.

O primeiro-ministro egípcio, Ibrahim Mahlab, fala de uma guerra contra o terrorismo que o mundo inteiro tem de levar a cabo. O governo italiano, através do ministro dos Negócios Estrangeiros, Paolo Gentiloni, disse que o país não se deixaria intimidar.

Os atentados no Egito multiplicaram-se desde a destituição, em 2013, do presidente Mohamed Morsi e da Irmandade Muçulmana.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

Desembarcaram mais 717 imigrantes no porto de Palermo