Última hora

Última hora

Irão: Ali Khamenei pede para que se lute contra a "arrogância mundial"

O líder supremo iraniano pediu ao país que se preparasse para lutar contra a arrogância mundial. O aiatola Ali Khamenei apontou os Estados Unidos da

Em leitura:

Irão: Ali Khamenei pede para que se lute contra a "arrogância mundial"

Tamanho do texto Aa Aa

O líder supremo iraniano pediu ao país que se preparasse para lutar contra a arrogância mundial.

O aiatola Ali Khamenei apontou os Estados Unidos da América como o exemplo máximo dessa “arrogância”.

O líder espiritual reforça, assim, a desconfiança que sente em relação à Casa Branca, numa altura em que as negociações sobre o programa nuclear iraniano se encontram num impasse.

O presidente iraniano mostra-se mais comedido.

“Temos conversado com as seis potências mundiais, para que, mesmo que as negociações nucleares falhem, a nossa diplomacia mostrou ao mundo que somos lógicos. Nunca deixámos a mesa das negociações e sempre demos a melhor resposta”, assegura Hassan Rouhani.

Em Viena, a impaciência reina. O ministro francês dos Negócios Estrangeiros, Laurent Fabius, parece querer pressionar os Estados Unidos da América e o Irão para que seja encontrado um acordo o mais breve possível.

Contudo, um dos representantes iranianos, à margem das negociações, afirmou que as conversações sobre o embargo nuclear ao Irão “não têm um limite temporal”.

Os diplomatas falam do retornar da esperança nas negociações e dizem que, aparentemente, há vontade política para resolver as últimas dificuldades.