Última hora

Última hora

Em leitura:

Ficção científica "Outro/eu": os efeitos secundários da imortalidade


cinema

Ficção científica "Outro/eu": os efeitos secundários da imortalidade

O filme de ficção científica “Outro/eu” conta a história de um homem extremamente rico com cancro que é submetido a procedimento médico radical.

A consciência do paciente é transferida para o corpo de um homem jovem e saudável.

Ryan Reynolds incarna o papel principal. “Achei que a ideia de transferir a consciência de alguém para outro corpo podia ser interessante. As pessoas com quem trabalhei dizem que se trata de algo científico e que há pessoas a investigar esta possibilidade, o que é assustador”, declarou o ator.

Após a transferência da consciência, nem tudo corre como previsto. O homem começa então a desvendar o mistério das origens do novo corpo e de uma organização disposta a matar para conservar os seus segredos.

O filme coloca questões éticas.

“Neste caso, milhões de regras são violadas, a seleção natural, a teologia e todo esse tipo de coisas. Imaginemos que o Steve Jobs tivesse vivido mais 20 anos ou que o Einstein tivesse vivido mais 30 ou 40 anos. Esses grandes pensadores que tiveram ideias maravilhosas podiam ter tido uma segunda oportunidade para oferecer ainda mais coisas à humanidade”, acrescentou o ator.

A estreia portuguesa de “Outro/eu” está prevista para 20 de agosto.

Escolhas do editor

Artigo seguinte
E se um dia deixasse tudo para partir numa viagem de caiaque?

cinema

E se um dia deixasse tudo para partir numa viagem de caiaque?