This content is not available in your region

Três jornalistas espanhóis desaparecidos na Síria

Access to the comments Comentários
De  João Peseiro Monteiro  com EFE, Reuters
Três jornalistas espanhóis desaparecidos na Síria

<p>Três jornalistas espanhóis estão incontactáveis na Síria e teme-se que tenham sido raptados. Antonio Pampliega, José Manuel Lopez e Angel Sastre entraram no país, vindos da Turquia, no dia 10 de julho e dirigiram-se para a cidade de Alepo. Dois dias depois perdeu-se o contacto com os repórteres “freelance”. Alepo é uma das zonas mais críticas na Síria. Só esta terça-feira morreram pelo menos 18 pessoas na sequência do disparo de um míssil.</p> <p>Os três homens têm uma grande experiência de trabalho em cenários de guerra e conquistaram vários prémios de jornalismo. Desde o dia 12 que se está a tentar localizar o seu paradeiro. A organização Repórteres Sem Fronteiras considera a Síria o país mais perigoso e mais mortífero do mundo para os jornalistas.</p>