This content is not available in your region

Imigração: Uma Europa a várias velocidades

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Imigração: Uma Europa a várias velocidades

<p>A determinação de Bruxelas em fazer face à vaga migratória na Europa de forma solidária parece ter sido refreada por vários países da UE.</p> <p>Longe do plano da Comissão de repartir 40 mil migrantes provenientes de Itália e Grécia, os 28 chegaram a um tímido acordo na segunda-feira para distribuir apenas 32 mil pessoas.</p> <p>Entre a Áustria que recusa comprometer-se com qualquer número e países como o Reino Unido e Dinamarca que não têm obrigação de participar no plano, o acordo final acabou por ser adiado para dezembro.</p> <p>A repartição atual dos 32 mil migrantes reflete uma Europa “a duas velocidades” em termos de acolhimento de migrantes, entre Dublin que aceitou acolher 600 pessoas, sem ter essa obrigação e Espanha que aceitou menos de um terço do previsto. A Húngria, que neste momento ultima a construção de um muro para conter o fluxo migratório, também ficou fora do acordo.</p> <hr><iframe src="//e.infogr.am/_/ihI4eiDw1vbyzmSgrVKA?src=embed" width="606" height="500" scrolling="no" frameborder="0" style="border:none;"></iframe> <small></small><hr> <p>A proposta da Comissão prevê igualmente o acolhimento de outros 20 mil refugiados provenientes de países como a Síria ou o Afeganistão. Também neste ponto os 28 mostram-se divididos entre os que estão dispostos a aceitar mais pessoas do que o pedido e aqueles que não estão prontos a seguir as indicações de Bruxelas.</p> <hr><iframe src="//e.infogr.am/_/bP28I9klvZDv6prefhul?src=embed" width="550" height="500" scrolling="no" frameborder="0" style="border:none;"></iframe><hr>