Última hora

Última hora

Bélgica: Produtores de leite em protesto

Depois de episódios idênticos em França, na Bélgica mais de meia centena de produtores do país manifestaram-se contra o preço do leite. De forma

Em leitura:

Bélgica: Produtores de leite em protesto

Tamanho do texto Aa Aa

Depois de episódios idênticos em França, na Bélgica mais de meia centena de produtores do país manifestaram-se contra o preço do leite. De forma pacífica, fizeram-se notar ruidosamente na abertura da Feira de Libramont, a feira agrícola mais importante na Bélgica.

“O problema é que o preço do leite se encontra nos 25 cêntimos por litro. Prevê-se que baixe para os 20 cêntimos, o que não é rentável. Precisamos de um preço entre os 35 a 40 cêntimos para conseguir um equilíbrio. Estamos a perder dinheiro, não podemos reembolsar os empréstimos e não sabemos o que fazer”, explica Maxime Tasiaux, produtor.

Os preços baixos são uma consequência da oferta e da procura. Se, por um lado, a produção europeia de leite está a aumentar, por outro, o consumo está a descer, bem como as exportações.

No entanto, ao longo da última década, o preço manteve-se estável, nos 30 cêntimos por litro de leite. Nesse período de tempo os subsídios europeus diminuíram e as quotas desapareceram.

Loïc Verheyen, euronews – “Face a esta situação, os produtores belgas de leite estão entre os primeiros a lançar uma marca nacional para o comércio justo de leite. O objetivo é alcançar um preço justo. Numa garrafa de um litro, vendida a 1 euro, 10 cêntimos revertem diretamente para o produtor.”

Esta marca existe em seis países da União Europeia, mas não basta para resolver o problema. Na Bélgica, as vendas deste leite representam menos de 1% da produção nacional global. Os produtores pedem ajuda.

“Precisamos de regulamentar a produção de leite. Atualmente precisamos de uma diminuição da produção europeia para alcançar um equilíbrio no mercado. A partir do momento em que a crise passar, não queremos mais esse sistema de regulamentação. Queremos poder continuar a produzir”, sublinha Erwin Schöpges, da Plataforma Europeia para o Leite (European Milk Board).

O comissário europeu da Agricultura, Phil Hogan, era esperado na Feira de Libramont, mas a deslocação foi cancelada à última hora, ao que tudo indica, devido a um encontro importante em Bruxelas.

A Comissão diz que apoia os produtores ao comprar e armazenar leite em pó. A ideia de um sistema temporário de regulamentação proposta pelos produtores ainda não foi discutida. No início de setembro realiza-se um conselho de ministros da Agricultura da União Europeia sobre esta matéria.