Última hora

Última hora

Turquia autoriza utilização das bases aéreas contra o Estado Islâmico

A Turquia autorizou a utilização das suas bases aéreas pelas forças da aliança contra o autoproclamado Estado Islâmico. A decisão do governo de

Em leitura:

Turquia autoriza utilização das bases aéreas contra o Estado Islâmico

Tamanho do texto Aa Aa

A Turquia autorizou a utilização das suas bases aéreas pelas forças da aliança contra o autoproclamado Estado Islâmico. A decisão do governo de Ancara foi anunciada horas depois de três F-16 turcos bombardearem posições dos combatentes extremistas na Síria, esta sexta-feira, junto à localidade turca de Kilis. Foi neste local que na véspera ocorreu a primeira troca de tiros entre os dois lados da fronteira. Os jihadistas mataram um militar turco e na resposta os soldados de Ancara abateram um inimigo.

O presidente turco, Recep Tayyp Erdoğan, afirmou que o governo vai agir contra qualquer ataque e “tomar as precauções necessárias para manter a paz e a segurança da nação. A última noite foi apenas o início”, assegurou.

O raide aéreo terá feito nove mortes entre os combatentes do Daesh. Este bombardeamento marca um volte-face na posição de Ancara que até à data se mantinha quase neutral face ao autoproclamado Estado Islâmico.

O atentado em Suruç que matou 32 pessoas no início da semana acabou por ser o decisivo. Na última madrugada as autoridades lançaram uma vasta operação por todo o país contra alegados membros de organizações terroristas, nomeadamente jihadistas, rebeldes curdos e revolucionários de esquerda.