Última hora

Última hora

Itália: Mil imigrantes e 13 cadáveres resgatados no Mediterrâneo

A Itália prepara-se para acolher esta quarta-feira mais de mil imigrantes resgatados nas últimas horas do mar Mediterrâneo. Entre os refugiados

Em leitura:

Itália: Mil imigrantes e 13 cadáveres resgatados no Mediterrâneo

Tamanho do texto Aa Aa

A Itália prepara-se para acolher esta quarta-feira mais de mil imigrantes resgatados nas últimas horas do mar Mediterrâneo.

Entre os refugiados recuperados por um navio de guerra irlandês e pela embarcação de resgate da organização “Médicos Sem Fronteiras” (MSF)encontram-se pelo menos 13 cadáveres, encontrados no porão de um barco de pesca.

Para o cordenador da MSF, Juan Matias Gil, “é impossível e é muito difícil acreditar que estas pessoas estão a chegar nestas condições. Não assistimos a outra tragédia ainda maior pois até agora tivemos muita sorte com estes barcos a intervirem rapidamente. Mas tenho a certeza que estas operações não são suficientes face às necessidades atuais”.

Os imigrantes resgatados vão ser acolhidos nos portos de Messina e Reggio Calabria, quando a maioria dos centros de refugiados se encontram sobrelotados.

Desde o início do ano que mais de 150 mil migrantes chegaram às costas europeias, sobretudo à Itália e Grécia quando o número de vítimas da travessia ascende a mais de 1.900 mortos.

Um número que contrasta com a falta de consenso dentro da União Europeia para distribuir os refugiados pelos 28 estados membros.