Última hora

Última hora

Rússia: Lago Baikal está muito "doente" devido a uma invasora alga verde

O mais volumoso lago de água doce de mundo, o Baikal, na Rússia siberiana, está a ser ameaçado desde já há algum tempo pelo desenvolvimento e

Em leitura:

Rússia: Lago Baikal está muito "doente" devido a uma invasora alga verde

Tamanho do texto Aa Aa

O mais volumoso lago de água doce de mundo, o Baikal, na Rússia siberiana, está a ser ameaçado desde já há algum tempo pelo desenvolvimento e propagação de uma alga viscosa verde e com mau cheiro, do género espirogira.

Teme-se que esta alga possa vir a prejudicar o distinto ecossistema do Baikal, onde se crê habitarem mais de 1700 espécies de plantas e animais, incluindo uma espécie exclusiva, a foca baikal.



Um cientista chegou a lançar a teoria de que estas algas se alimentavam e ganhavam força através da poluição deixada pelos muitos turistas que visitam o lago. Outros académicos garantem que se trata apenas de um fenómeno natural.

Oleg Timoshkin, do Instituto Limnológico siberiano, explica que nunca se tinha visto algo “em tal abundância”: “A Espirogira está já ocupar mais de 50 por cento das margens do lago Baikal. No ano passado, havia mais de 1500 toneladas de algas em putrefação. Infelizmente, posso dizer que o Baikal está doente. Gravemente, doente.”



O Baikal terá cerca de 25 milhões de anos, estende-se ao longo de 400 milhas pelo sudeste da Sibéria, a norte da fronteira com a Mongólia e estima-se que em certas zonas chegue a ter quase 1800 metros de profundidade. Os visitantes do lago, por fim, terão passado de 300 mil em 2009 para cerca de 1,3 milhões no último ano.