This content is not available in your region

Jovem chileno vive "milagre" em queda de um 17.° andar

Access to the comments Comentários
De  Francisco Marques  com 24horas.cl
Jovem chileno vive "milagre" em queda de um 17.° andar

<p>Um jovem chileno sobreviveu a uma queda de quase 40 metros, na cidade de Rancagua, na região de O’Higgins, no centro do Chile. O aparente milagre aconteceu no final da madrugada de sábado, 20 de junho, depois de uma noite de festa pela goleada (5-0) da seleção de futebol do Chile sobre a Bolívia, no fecho da fase de grupos da recente Copa América. </p> <p>O sortudo chama-se Sebastian Reyes, tem 23 anos e nem ele queria acreditar quando voltou, esta semana, ao 17.° andar do condomínio Torres de la Alameda, o edifício de onde tinha… caído. “Senti a queda, mas nada mais. Não acordei. Só despertei no hospital”, recordou Reyes, esta terça-feira, aos microfones da cadeia televisiva chilena 24horas.</p> <br /> <blockquote class="twitter-tweet" lang="pt" align="center"><p lang="es" dir="ltr">La increíble historia del rancagüino que cayó de un piso 17 y vivió para contarlo → <a href="http://t.co/GjeEIjTZSs">http://t.co/GjeEIjTZSs</a> <a href="http://t.co/BBMyWdVe5o">pic.twitter.com/BBMyWdVe5o</a></p>— 24 Horas (@24HorasTVN) <a href="https://twitter.com/24HorasTVN/status/626489385664385026">29 julho 2015</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <br /> <p>Ainda a coxear, ao entrar na varanda e olhar para o “precipício” de 40 metros onde caiu após ter ingerido várias bebidas alcoolicas, o jovem disse sentir “uma sensação estranha”. Será, porventura, a sensação de ter “fintado” a morte tal como o Chile fintou todos os adversários da Copa América e se sagrou campeão sul-americano de futebol. Esta vitória de Reyes é, naturalmente, mais vitoriosa.</p> <p>O jovem chileno passou um dia em coma e ainda mais 20 dias hospitalizado, foi alvo de duas intervenções cirúrgicas à perna esquerda e sobreviveu para contar. Com uma tatuagem no antebraço direito em que se lê “Deus, não me abandones”, a proteção divina de Reyes terá surgido na forma de um telhado de estacionamento que lhe amorteceu a queda a pouco mais de um metro do solo.</p>