Última hora

Em leitura:

Reforço da segurança não desencoraja imigrantes no canal da Mancha


França

Reforço da segurança não desencoraja imigrantes no canal da Mancha

O reforço da presença policial e da segurança das fronteiras não desencoraja os milhares de imigrantes, na maioria provenientes do continente africano, que rodeiam a entrada francesa do túnel sob o Canal da Mancha.

Apesar das autoridades francesas terem enviado mais 120 polícias para os arredores de Calais e de Londres ter anunciado um reforço das cercas no lado britânico do túnel, os imigrantes continuam empenhados em passar para o Reino Unido.

O primeiro-ministro francês, Manuel Valls, frisou esta quinta-feira que “a situação em Calais continua difícil e tem piorado desde o início de 2014, devido à chegada de imigrantes que atravessaram o Mediterrâneo com a ajuda de redes criminosas que aproveitam, nomeadamente, a instabilidade na Líbia. Hoje, existem cerca de três mil imigrantes em Calais, que arriscam a vida para chegar ao Reino Unido”.

A Comissão Europeia classificou de “bastante grave” a situação no lado francês do túnel. Desde o início de junho, 10 pessoas perderam a vida e, nas últimas noites, as autoridades francesas intercetaram, a um ritmo regular, centenas de imigrantes que tentavam, a todo o custo, atravessar ilegalmente para o Reino Unido.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

Ucrânia: Bombardeamentos e tiroteios fazem mais vítimas no leste