Última hora

Última hora

Médio Oriente: incêndio criminoso mata criança de 18 meses

No Médio Oriente, extremistas judeus suspeitos teriam lançado fogo a uma casa de uma família palestiniana situada na Margem Ocidental. As chamas

Em leitura:

Médio Oriente: incêndio criminoso mata criança de 18 meses

Tamanho do texto Aa Aa

No Médio Oriente, extremistas judeus suspeitos teriam lançado fogo a uma casa de uma família palestiniana situada na Margem Ocidental.

As chamas provocaram a morte a uma criança palestiniana de 18 meses.

O irmão mais velho, de quatro anos, assim como os pais sofreram ferimentos graves e foram transportados para um hospital israelita.

O sinistro teve lugar em Duma, uma pequena localidade situada próximo à cidade de Nablus.

“Trata-se de um acto horrível nunca antes cometido – excepto pelo que os nazis fizeram aos judeus. E penso que houve cumplicidade entre os colonos e o exército israelita”, afirmou Akram Rajoub, governador de Nablus.

O incidente foi descrito pelo primeiro-ministro de Israel como um ato de “terrorismo”.

No exterior da casa foi encontrada uma inscrição com a palavra “Vingança” em hebraico.

Fontes policiais afirmam que o incêndio teria sido provocado pelo grupo extremista judeu, “Price Tag” e teria motivações nacionalistas.