Última hora

Última hora

Skyway - o Monte Branco nunca esteve tão perto

Em leitura:

Skyway - o Monte Branco nunca esteve tão perto

Tamanho do texto Aa Aa

O Skyway Monte Bianco é um teleférico revolucionário, recentemente aberto ao público no Vale de Aosta em Courmayeur, na Itália. O projeto custou 110

O Skyway Monte Bianco é um teleférico revolucionário, recentemente aberto ao público no Vale de Aosta em Courmayeur, na Itália. O projeto custou 110 milhões de euros e levou mais de quatro anos a instalar.

Este novo sistema de teleférico dá um muito melhor acesso ao lado italiano do Monte Branco e um acesso mais rápido à área de Vallees Blanche, no lado francês da montanha, muito procurada para a prática do snowboarding.

Graças a uma capacidade de rotação de 360 graus, esta maravilha da arquitetura oferece aos mais exigentes visitantes vistas panorâmicas deslumbrantes sobre o pico mais alto da Europa – o Monte Branco.

O Skyway é um extremo desafio de engenharia que nos transporta a 3500 metros em apenas 15 minutos, sobre o gelo eterno do Monte Branco. O novo teleférico mergulha o visitante numa paisagem de tirar o fôlego, graças às suas cabines rotativas.

Dispõe de três estações com restaurantes e bares.

Segundo o arquiteto Carlo Cillara Rossi, responsável pelo projeto, “o Skyway nasceu para oferecer às pessoas uma nova experiência, a experiência de conquistar a montanha.”

A estação de embarque fica a cerca de 1300 metros. O teleférico pára depois a meio caminho no Pavillon du Mont-Frety a 2170 metros. Aqui, temos um ponto de vista magnífico com varandas em vidro, restaurantes e lojas.

O teleférico continua em seguida até ao topo, o pico Helbronner, a 3.466 metros. No “ninho das águias” encontramos um imenso terraço com vistas deslumbrantes sobre o Cervino, Monte Rosa, Gran Paradiso e toda a paisagem ciucundante.

A estrutura está equipada com um sistema de veículos de socorro que podem chegar às cabines do teleférico em caso de acidente. Já não teremos de fazer descer os turistas com guinchos e cordas.

O vidro usado é capaz de resistir a ventos de grande potência, normais a esta altitude, que atingem por vezes os 200 quilómetros por hora.
O preço de uma viagem de ida-e-volta ao pico Helbronner é de 45 euros.