Última hora

Última hora

Imigração: Áustria vive emergência para acolher requerentes de asilo

O principal centro de acolhimento de requerentes de asilo da Áustria espelha a emergência vivida no país e também na Europa. Com capacidade para 1800

Em leitura:

Imigração: Áustria vive emergência para acolher requerentes de asilo

Tamanho do texto Aa Aa

O principal centro de acolhimento de requerentes de asilo da Áustria espelha a emergência vivida no país e também na Europa.

Com capacidade para 1800 pessoas, o centro de Traiskirchen aloja 4500 requerentes de asilo, metade dos quais não tem sequer cama.

É uma situação extrema. Com milhares de migrantes a chegarem ao velho continente em busca de segurança e de um futuro, alguns países lutam para dar resposta à maré humana.

O governo austríaco pretende impor quotas de acolhimento de migrantes aos Estados da federação. O chanceler Werner Faymann deseja que cada Estado receba de refugiados a equivalente a entre 1 a 2 por cento da sua população.

Mas alguns ‘lander’ estão contra o plano, o que pode complicar a solução para o problema.

O país recebeu este ano mais de 78 mil pedidos de asilo, no ano passado foram apenas 28 mil.O ministério do interior estima que a Áustria recebe dez vezes mais pedidos de asilo do que a a Grécia ou a Itália, principais portas de entrada dos migrantes.