Última hora

Última hora

Banco de Inglaterra mantém juros no mínimo e revê em alta o crescimento

Em leitura:

Banco de Inglaterra mantém juros no mínimo e revê em alta o crescimento

Tamanho do texto Aa Aa

O Banco de Inglaterra decidiu manter inalterada a taxa de juro diretora no mínimo histórico de 0,5% nesta que é chamada de “super quinta-feira” nos meios económicos e financeiros por causa da gigantesca vaga de dados e decisões revelada em simultâneo pelo banco central britânico.

Para além da decisão de manter inalterada a política monetária, foram conhecidas as atualizações económicas trimestrais, com as perspetivas para a inflação, e ainda as atas da última reunião do banco.

Foi a primeira vez que um grande banco central decidiu concentrar num só dia a apresentação de um tão vasto conjunto de dados.

A decisão de manter os juros no mínimo de 0,5% teve 8 votos a favor contra 1, de Ian McCafferty. O Banco de Inglaterra só deverá começar a subir as taxas de juro pela primeira vez desde 2007 depois de a Reserva Federal começar a fazer o mesmo, o que pode acontecer ainda este ano.

A libra forte e os preços do petróleo em baixa continuam a pressionar a inflação, que se mantém em valores próximos do zero e só deverá chegar aos 2%, como o banco central deseja, no prazo de 2 anos.

O Banco de Inglaterra reviu ainda em alta a estimativa de crescimento para este ano, que passa de 2,5% para 2,8%.