Última hora

Última hora

Utoya recebe primeiro acampamento após massacre

Quatro anos após o massacre que deixou 69 mortos, a ilha norueguesa de Utoya recebe o primeiro acampamento dos membros da Organização do Trabalho da

Em leitura:

Utoya recebe primeiro acampamento após massacre

Tamanho do texto Aa Aa

Quatro anos após o massacre que deixou 69 mortos, a ilha norueguesa de Utoya recebe o primeiro acampamento dos membros da Organização do Trabalho da Juventude.

Apesar da memoria trágica que este local encerra mais de mil jovens esperavam este dia.

Após o ataque um memorial foi erguido entre as árvores e os nomes das vítimas gravados num metal em círculo.

O nome de Isabel Song, de 17 anos, consta neste mural.

“É um pouco especial, porque esta é a primeira vez em quatro anos. E se o ataque não tivesse acontecido a minha filha ainda estaria aqui, por isso as coisas são um pouco complicadas. Eu sinto isso quando vejo os jovens que aqui chegam”.

Segurança apertada para este primeiro dia de acampamento, o regresso desde o dia 22 Julho de 2011.

A polícia também vai estar presente durante todo o período do evento.

Antes de ter chegado a Utoya,
Anders Behring Breivik detonou uma bomba no centro de Oslo, matando oito pessoas.

Em seguida, apanhou um barco vestido de agente da polícia e fortemente armado. Acusava o
Partido Trabalhista de permitir muita imigração. Breivik foi condenado a uma pena de prisão de 21 anos, sentença máxima na Noruega.