Última hora

Última hora

Guerrilha urbana no sudeste da Turquia faz pelo menos 5 mortos

Pelo menos 5 pessoas morreram, esta sexta-feira, no sudeste da Turquia, na sequência de confrontos entre forças de segurança e rebeldes curdos. Na

Em leitura:

Guerrilha urbana no sudeste da Turquia faz pelo menos 5 mortos

Tamanho do texto Aa Aa

Pelo menos 5 pessoas morreram, esta sexta-feira, no sudeste da Turquia, na sequência de confrontos entre forças de segurança e rebeldes curdos. Na cidade de Silopi, na de Van e na província de Agri, o cenário descrito assemelha-se a uma guerrilha urbana.

O caso mais grave passa-se em Silopi e envolve militantes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão, o PKK, organização curda considerada terrorista pelos Estados Unidos e pela União Europeia. Três pessoas morreram e sete ficaram feridas. Um apoiante do PKK, Faysal Sariyildiz, apela às forças de segurança para recuarem.

“A polícia tem de se retirar imediatamente. A tensão precisa de baixar. Há pessoas na rua. Estamos preocupados com o número de mortos e feridos. O balanço pode vir a agravar-se. Se isso acontecer, os confrontos podem alastrar-se a outras cidades do país”, afirmou Saryildiz, em jeito de aviso.



Em Van e em Agri, os relatos avançam que militantes do PKK terão matado dois soldados turcos.

A violência no sudeste da Turquia agravou-se no final de julho, quando a força aérea turca dividiu-se entre raides aéreos contra posições do grupo Estado Islâmico, no norte da Síria, e posições do PKK, no norte do Iraque. Os confrontos têm vindo a agravar-se e o número de vítimas a crescer. Desde 20 de julho, já morreram, por exemplo, 21 soldados elementos das forças de segurança turcos.

Teme-se que este escalar de violência possa colocar em risco o processo de paz iniciado há quase 3 anos entre Ancara e o PKK. O grupo pró-Curdistão lançou a insurgência contra Ancara há mais de 30 anos. Mais de 40 mil pessoas já morreram devido a este conflito.