Última hora

Última hora

Petróleo deve continuar a preços de "saldos"

Em leitura:

Petróleo deve continuar a preços de "saldos"

Tamanho do texto Aa Aa

Os preços do petróleo negociaram esta segunda-feira em mínimos de vários meses depois de dados dececionantes da economia chinesa e de indicadores que apontam para a continuação do declínio na procura e para a manutenção da oferta em níveis elevados.

O petróleo WTI para entrega em setembro negociava abaixo dos 44 dólares e o barril de Brent mantinha-se abaixo dos 49 dólares.

Desde junho, o petróleo já desvalorizou mais de 25% e, no espaço de um ano, o ouro negro viu o seu valor ser reduzido para metade.

As principais projeções apontam para um segundo semestre semelhante, com preços a rondar os 44 dólares para o WTI e os 50 dólares para o Brent, já que a OPEP não está a pensar em convocar nenhuma reunião de emergência para discutir um corte na produção, antes do encontro regular que está agendado para dezembro e as reservas nos Estados Unidos estão 90 milhões de barris acima da média sazonal nos últimos cinco anos.