Última hora

Última hora

Yuan continua em queda

Em leitura:

Yuan continua em queda

Tamanho do texto Aa Aa

A China voltou a desvalorizar o yuan. Pelo terceiro dia consecutivo a autoridade monetária chinesa reduziu, em 1,11%, a taxa de referência e acentuou a redução do valor da sua moeda: um dólar passou a comprar pouco mais de 6,4 yuans, em vez de 6,1.

A medida foi desencadeada, na terça-feira, com uma desvalorização de 1,86% seguida, na quarta, por uma perda de 1,62%, em relação ao dólar.

O Banco da China diz que esta medida é parte de uma reforma do sistema cambial mas para os analistas esta é uma tentativa de reanimar o setor das exportações da segunda maior economia do mundo. Há quem acredite que a queda pode chegar aos 10% mas o Banco Popular da China diz que o yuan já atingiu o valor desejado.

Esta é a maior queda da divisa chinesa desde 1994, altura em que o país estabeleceu o atual sistema de flutuação da moeda.