Última hora

Última hora

Atentado em Banguecoque ainda não reivindicado

As autoridades tailandesas procuram os autores do atentado de Banguecoque, ainda não reivindicado, que matou pelo menos 19 pessoas e causou

Em leitura:

Atentado em Banguecoque ainda não reivindicado

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades tailandesas procuram os autores do atentado de Banguecoque, ainda não reivindicado, que matou pelo menos 19 pessoas e causou ferimentos em 120.

Muitas das vítimas são turistas que visitavam o santuário religioso visado pelo do ataque.

Somyot Poompummuang, chefe da polícia nacional explica: “O raio de explosão da bomba é de cerca de 100 metros. Os especialistas dizem que o engenho pesava cerca de 3 kg.”

Os visitantes estrangeiros da capital tailandesa ficaram em estado de choque, preocupados com a Tailândia e receiam que isto signifique o regresso da violência.

Esta testemunha conta: “Ouvi uma explosão. Fiquei assustado, o meu coração começou a bater rápido, e vim para ver. Havia muitas pessoas feridas nos ombros e nas pernas e ajudei a carregar algumas”.

O santuário atacado fica no sopé do Grand Hyatt, um hotel de cinco estrelas rodeado por vários grandes centros comerciais que atraem dezenas de milhares de visitantes todos os dias.

Numa mensagem ao país , o primeiro-ministro expressou as condolências às famílias das vítimas.