Última hora

Última hora

Polícia estónio condenado a 15 anos de prisão na Rússia

Um polícia estónio, detido na Rússia, foi condenado a 15 anos de prisão por espionagem. O Tribunal Regional de Pskov, no noroeste do país

Em leitura:

Polícia estónio condenado a 15 anos de prisão na Rússia

Tamanho do texto Aa Aa

Um polícia estónio, detido na Rússia, foi condenado a 15 anos de prisão por espionagem.

O Tribunal Regional de Pskov, no noroeste do país, reconheceu Eston Kohver culpado de espionagem, posse ilegal de armas e entrada ilegal na Rússia.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros da Estónia afirmou que, ao contrário da informação divulgada pelas autoridades russas, o incidente ocorreu dentro da Estónia, próximo do posto de controlo de Luhamaa. A Ministra, Marina Kaljurand, explica o que se passou e a posição estónia:

«Eston Kohver foi sequestrado a cinco de setembro do ano passado, o que é ilegal e, também ilegal, é todo o processo que se seguiu, incluindo o processo de justiça. Vamos continuar a pedir a sua libertação imediata, vamos fazê-lo nós próprios e com os nossos parceiros.»

A União Europeia não aceita a condenação, que considera «uma violação flagrante do direito internacional», e exige que a Rússia o liberte «imediatamente» o agente.