Última hora

Última hora

Alexis Tsipras: o homem que tentou sonhar mais alto

Alexis Tsipras, engenheiro civil, ganhou o seu lugar na política grega no momento em que a crise pôs em causa o bipartidarismo que “reinava”, no

Em leitura:

Alexis Tsipras: o homem que tentou sonhar mais alto

Tamanho do texto Aa Aa

Alexis Tsipras, engenheiro civil, ganhou o seu lugar na política grega no momento em que a crise pôs em causa o bipartidarismo que “reinava”, no país, há décadas. Nasceu em Atenas, a 28 de julho de 1974.

Em 2009 foi eleito deputado, pela primeira vez, pelo Syriza, que obteve 4,6% dos votos.

É a crise, entre 2010 e 2012, que o faz assumir posição forte contra a, cada vez mais dura, austeridade imposta pela ‘Troika’ aos gregos.

Foi a defesa de alternativas à austeridade que fez o Syriza crescer. Nas eleições de maio de 2012, o partido ficou em segundo lugar e forçou a convocação de novas eleições para julho. Os resultados da sua formação dispararam para 26,9%. Tsipras era, aparentemente, o único político a mostrar aos gregos a luz ao fundo do túnel.

Nas eleições europeias de maio e nas autárquicas o Syriza ganhou projeção. Uma situação compreensível já que depois das medidas de austeridade implementadas no país, os gregos perderam 40% dos seus rendimentos, a taxa de desemprego atingiu os 27% e a dívida 177% do PIB.

Tsipras partiu para a liderança do país com um projeto de mudança. Tentou “dar a volta” aos credores internacionais, para o bem da Grécia, mas acabou por ser obrigado a aceitar as condições impostas.

O desconforto no seio do seu partido foi crescendo até se ver obrigado à demissão por falta de apoio.