Última hora

Última hora

Polícia dinamarquesa divulga imagens de alegados ladrões de obra de Rodin

As autoridades dinamarquesas divulgaram imagens dos alegados autores do roubo de um busto de bronze do escultor francês Auguste Rodin, do museu

Em leitura:

Polícia dinamarquesa divulga imagens de alegados ladrões de obra de Rodin

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades dinamarquesas divulgaram imagens dos alegados autores do roubo de um busto de bronze do escultor francês Auguste Rodin, do museu Gliptoteca de Copenhaga.

A obra, “O Homem de Nariz Quebrado”, que data de 1864 e vale cerca de 268 mil euros, foi roubada em meados de julho.

A polícia acredita que os dois ladrões tinham visitado o local, como turistas, dias antes do furto, um estranho roubo à luz do dia:

“É um trabalho muito profissional, organizado e, possivelmente, com ligações internacionais. Eles estão lá dentro fazem o reconhecimento, familiarizam-se com as condições e fazem algumas coisas, por isso sabemos que estão a preparar um roubo”, explica o Comissário da polícia da capital dinamarquesa, Ove Randrup.

Um roubo profissional mas, para um responsável por leilões de obras de arte, Kasper Nielsen, a venda desta peça não será fácil:

“Para que a venda seja possível e se consiga um bom preço, é preciso colocá-la no mercado internacional que é muito transparente, e há tanta vigilância que se aparece algo roubado, é descoberto imediatamente.”

Segundo as autoridades dinamarquesas os ladrões levaram 12 minutos a concretizar o roubo do busto, de cerca de 25 cm, que transportaram numa mala que um deles trazia à tiracolo.