Última hora

Última hora

Homem armado detido em comboio: "O Spencer segurou-o pelo pescoço e eu agarrei a pistola"

Três passageiros de um comboio Thalys que fazia, sexta-feira, a ligação entre Amesterdão, na Holanda, e Paris, em França, saltaram para as capas dos

Em leitura:

Homem armado detido em comboio: "O Spencer segurou-o pelo pescoço e eu agarrei a pistola"

Tamanho do texto Aa Aa

Três passageiros de um comboio Thalys que fazia, sexta-feira, a ligação entre Amesterdão, na Holanda, e Paris, em França, saltaram para as capas dos jornais um pouco por todo o Mundo após terem alegadamente evitado o ataque de um homem armado na composição ferroviária em que seguiam. A ação do trio terá sido decisiva para evitar um eventual ataque terrorista.

Tudo se passou após o comboio deixar a estação de Lille, já em França. Alex Skarlatos, elemento da Guarda Nacional norte-americana, de 22 anos, e Spencer Stone, de 23 e membro da Força Aérea dos Estados Unidos, ajudados ainda pelo amigo e estudante Anthony Sadler, aperceberam-se das intenções do suspeito e, após reconhecem o som do carregamento de munições numa arma, neutralizaram-no.

“Vi um homem entrar no comboio com uma ‘kalashnikov’ e uma pistola. Olhei para o Spencer e disse: ‘Vamos, vamos’. Ele arrancou e eu fui atrás dele cerca de 3 segundos depois. O Spencer alcançou o homem primeiro, segurou-o pelo pescoço e eu agarrei a pistola, arranquei-a da mão do homem e atirei-a para longe. Depois agarrei a ‘kalashnikov’ que estava aos pés dele”, contou Skarlatos em entrevista via Skype.

De acordo com as informações já reveladas, o homem armado deverá ser um marroquino de nome Ayoub El Kahzzani e já estaria referenciado em Espanha como islamita radical. O ministro francês do Interior, Bernard Cazeneuve, apela a alguma cautela na identificação do suspeito.

“Se a identidade que ele próprio forneceu se confirmar, o suspeito corresponde a um cidadão marroquino de 26 anos, sinalizado pelas autoridades espanholas aos serviços de informação franceses em fevereiro de 2014 por envolvimento num movimento radical islâmico”, afirmou Cazeneuve, que descreve, ainda assim, o detido como “terrorista”.

O jornal espanhol El Pais, citando fontes dos serviços antiterrorismo de Espanha, conta que no confronto de Spencer Stone e Alex Skarlato com o homem armado, este ainda conseguiu disparar uma arma e feriu um outro passageiro. Spencer Stone também acabou ferido com vários ferimentos de arma branca.

Os dois corajosos passageiros, que arriscaram a vida, estão a ser tratados como verdadeiros heróis. Em menos de 24 horas após o incidente, já foram condecorados com medalhas pelo município de Arras, onde o comboio viria a parar, e elogiados pelo Presidente dos Estados Unidos. Barack Obama expressou o “profundo apreço pela coragem e capacidade de resposta de vários passageiros, incluindo dois membros das forças armadas dos Estados Unidos, que abnegadamente dominaram o atacante.”

O Presidente François Hollande também já falou com os envolvidos na neutralização do suposto terrorista e manifestou-lhes “toda a gratidão de França”, prometendo recebe-los no Eliseu nos próximos dias.