Última hora

Última hora

Alemanha: segurança reforçada e tolerância zero após ataques a centros de refugiados

A polícia alemã reforçou o perímetro de segurança em redor do centro de acolhimento de imigrantes de Heidenau, no leste do país, depois de duas

Em leitura:

Alemanha: segurança reforçada e tolerância zero após ataques a centros de refugiados

Tamanho do texto Aa Aa

A polícia alemã reforçou o perímetro de segurança em redor do centro de acolhimento de imigrantes de Heidenau, no leste do país, depois de duas noites de confrontos entre a polícia e grupos de neonazis e militantes da extrema-direita.

Desde o início do ano, foram registados mais de 150 ataques ou fogos postos em abrigos de refugiados na Alemanha.

O governo prometeu tolerância zero contra ações xenófobas e racistas.

O ministro do Interior, Thomas de Maizière, frisou por outro lado que a União Europeia precisa de estabelecer uma lista de países de “origem segura” para facilitar a deportação de determinados refugiados, que inclua, nomeadamente, “países que são candidatos à adesão” ao bloco comunitário e “algumas nações africanas”.

A Alemanha, que conta com uma legislação relativamente liberal em termos de asilo, conta receber este ano perto de 800.000 refugiados, quatro vezes mais do que em 2014.