Última hora

Última hora

Vuelta 2015, etapa 3: Sagan vence e Estaban Chavez segura "vermelha"

Lusa — A terceira etapa da Volta a Espanha em bicicleta teve, esta terça-feira, como vencedor o eslovaco da Tikoff-Saxo Peter Sagan, mais forte no

Em leitura:

Vuelta 2015, etapa 3: Sagan vence e Estaban Chavez segura "vermelha"

Tamanho do texto Aa Aa

Lusa — A terceira etapa da Volta a Espanha em bicicleta teve, esta terça-feira, como vencedor o eslovaco da Tikoff-Saxo Peter Sagan, mais forte no “sprint” em Málaga do que o francês Nacer Bouhanni, da Cofidis.

Sagan gastou 4h06,07 para completar os 158,4 quilómetros entre Mijas e Málaga, numa etapa que integrava duas contagens de montanha, uma de primeira e outra de terceira.

O primeiro pelotão, com mais de 100 unidades, permitiu uma discutida chegada à meta. Sagan foi mais forte do que Bouhanni e também do que o alemão John Degenkolb, da Giant-Alpecin.

Nesse grupo entraram os favoritos ainda em prova, como os espanhóis Alejandro Valverde (Movistar) e Joaquim Rodríguez (Katusha), o colombiano Nairo Quintana (Movistar) e o britânico Chris Froome (Sky), bem como os portugueses José Gonçalves (Caja Rural), Nelson Oliveira (Lampre-Merida), André Cardoso (Cannondale-Garmin) e Ricardo Vilela (Caja Rural). Tiago Machado (Katusha) e Sérgio Paulinho (Tinkoff-Saxo) chegaram num segundo grupo e cederam 1,14 minutos na geral individual.

Quanto ao colombiano Esteban Chaves (Orica-GreenEdge), entrou no meio do primeiro pelotão e mantém a camisola vermelha de líder, com 5 segundos de avanço sobre o francês Tom Dumoulin (Giant-Alpecin) e 15 sobre o irlandês Nicholas Roche (Sky).

O melhor português continua a ser André Cardoso, em 17.º, a 1,04 segundos do líder, seguido de Ricardo Vilela, 32.º a 2,08, José Gonçalves, 41.º a 3,01, e Sérgio Paulinho, 45.º a 3,10. Mais atrasados estão já Tiago Machado, 78.º a 8, 37 segundos, e Nelson Oliveira, 82.º a 9,13.

Na terça-feira faz-se a ligação entre Estepona e Vejer de la Frontera (209 km), uma etapa de perfil idêntico à desta segunda-feira, com uma escalada curta mas acentuada, a 4 quilómetros da meta.

Fabian Cancellara abandona

O suíço Fabian Cancellara (Trek) abandonou a Volta a Espanha em bicicleta, devido a uma gastroenterite queafetava o antigo campeão do mundo de contrarrelógio desde sábado. “Este é um daqueles dias que queres apagar. Sofri e forcei as minhas pernas e o meu corpo vazio, mas nada ajudou e tive de abandonar”, escreveu o suíço no Twitter.

No fim da terceira etapa da corrida espanhola, em Málaga, o companheiro de equipa do suíço Haimar Zubeldía explicou que Cancellara tinha “passado mal a noite devido a gastroenterite”.

“Tinha problemas intestinais e é difícil recuperar com este calor, passou mal a noite e pagou por isso, porque teve de abandonar durante a etapa”, referiu Zubeldía.

Cancellara já tinha abandonado a edição de 2015 da Volta a França, devido à fratura de duas vértebras, quando liderava a corrida.