Última hora

Última hora

Índia: Mãe mata filha por namorar com enteado

Um caso macabro e confuso está a abalar a Índia. A morte de uma jovem, Sheena Bora, assume contornos que parecem tirados do guião de um filme de

Em leitura:

Índia: Mãe mata filha por namorar com enteado

Tamanho do texto Aa Aa

Um caso macabro e confuso está a abalar a Índia.

A morte de uma jovem, Sheena Bora, assume contornos que parecem tirados do guião de um filme de Alfred Hitchcock.

A polícia de Mumbai, a antiga Bombaim, prendeu Indrani Mukerjea, mulher do magnata da comunicação social, Peter Mukerjea, fundador do grupo INX Media.

Indrani está em prisão preventiva e é acusada de alegadamente ter assassinado Sheena Bora em 2012.

Até aqui, este parece um simples caso policial mas o enredo adensa-se.

Indrani Mukerjea, de 43 anos, é mãe de Sheena Bora, fruto de um antigo relacionamento. A executiva apresentava a jovem como sendo sua irmã.

A polícia acredita que a matriarca terá assassinado a filha por esta manter um relacionamento com o enteado, Rahul, filho de Peter Mukerjea com a primeira esposa.

Confuso?

A jovem, Sheena Bora que teria 24 anos, terá sido estrangulada pela mãe no dia 24 de abril de 2012. Indrani terá regado o corpo com gasolina e depois ateou-lhe o fogo. Isto com a ajuda do então motorista. Os dois terão, depois, abandonado o cadáver na floresta de Raigad, a cerca de 100 quilómetros de Mumbai.

De acordo com o comissário da polícia, Rakesh Maria, Indrani Mukerjea terá confessado o crime durante o interrogatório.

A empresária surgiu como suspeita do assassinato depois de Mikhail Bora, o irmão de Sheena e filho de Indrani, ter acusado a mãe de ser a autora do crime. Mikhail afirmou, numa entrevista, que a mãe justificou o desaparecimento da irmã afirmado que a jovem tinha ido estudar para os Estados Unidos da América e que não queria ser contactada pela família.