Última hora

Última hora

França vai acolher 24 mil refugiados e lançar ataques contra o Daesh na Síria

O direito de asilo está consagrado na Constituição Francesa. O presidente François Hollande recordou-o na conferência de imprensa semestral e disse

Em leitura:

França vai acolher 24 mil refugiados e lançar ataques contra o Daesh na Síria

Tamanho do texto Aa Aa

O direito de asilo está consagrado na Constituição Francesa. O presidente François Hollande recordou-o na conferência de imprensa semestral e disse que o país e a Europa têm pela frente escolhas que serão julgadas pela história. Para enfrentar a crise dos refugiados, entre outras medidas, o chefe de Estado gaulês anunciou que o país vai assumir a sua quota-parte: “a Comissão Europeia propôs repartir 120 mil refugiados durante os próximos anos, o que representa para a França 24 mil pessoas. Nós vamos fazê-lo!”

François Hollande recordou que esta tragédia humana tem uma causa particular: o terrorismo do autoproclamado Estado Islâmico:

“Pedi ao ministro da Defesa, que a partir de amanhã, possam ser feitos voos de reconhecimento sobre a Síria. Estes voos vão permitir-nos considerar ataques contra o Daesh, preservando a nossa autonomia de decisão e de ação.”

Paris já participa na aliança internacional que bombardeia alvos do grupo terrorista no Iraque. Hollande sublinhou que a França não vai enviar forças terrestres para a Síria.