Última hora

Última hora

Ahmad Shah Massoud: Afegãos homenageiam "Leão de Panjshir"

O Afeganistão presta homenagem a Ahmad Shah Massoud, assassinado por dois membros da Al-Qaida, que se faziam passar por jornalistas, em 2001, dois

Em leitura:

Ahmad Shah Massoud: Afegãos homenageiam "Leão de Panjshir"

Tamanho do texto Aa Aa

O Afeganistão presta homenagem a Ahmad Shah Massoud, assassinado por dois membros da Al-Qaida, que se faziam passar por jornalistas, em 2001, dois dias antes dos atentados às torres gémeas em Nova Iorque.

Os dois homens fizeram explodir uma bomba, escondida numa câmara de televisão, quando faziam uma suposta entrevista a Massoud, o homem que era um herói da resistência afegã:

“Ele estava empenhado em servir o Afeganistão. Ele cresceu neste país. Esteve sempre ao serviço do seu povo e compreendia a dor dos seus conterrâneos. É por isso que ele continua nos corações dos afegãos”, explica o seu irmão Ahmad Wali Massoud.

Massoud nasceu em Panjshir, no Afeganistão. Formou-se em engenharia mas foi como líder militar que ficou conhecido. Ganhou o título de “Leão de Panjshir” pelo seu papel na expulsão do exército soviético do Afeganistão.