Última hora

Última hora

Crianças afogadas sepultadas no Iraque

Crianças afogadas ao tentarem chegar à Grécia foram sepultadas no Iraque

Em leitura:

Crianças afogadas sepultadas no Iraque

Tamanho do texto Aa Aa

No Iraque tiveram lugar esta quinta-feira os funerais de duas crianças refugiadas que morreram afogadas ao largo de Bodrum na Turquia.

Point of view

"As duas crianças morreram e a mãe ainda está a sofrer os efeitos da experiência por que passou em alto mar" - Umm Ali, tia das vítimas

As duas crianças, de oito e doze anos de idade, morreram ao tentarem chegar à ilha grega de Kos.

Os restos mortais das crianças foram levados para Bagdade de onde seguiram para a cidade de Kerbala, santuário xiita onde teve lugar a cerimónia fúnebre.

A família das crianças encontrava-se no mesmo barco de uma outra criança, Aylan Kurdi, de três anos de idade, cuja morte chocou o mundo.

“Eles partiram em busca de uma vida melhor e vejam só o resultado. As duas crianças morreram e a mãe ainda está a sofrer os efeitos da experiência por que passou em alto mar. Sempre que fecha os olhos, ela vê-se a afogar. Ela foi salva pela filha que a agarrou pelos cabelos”, afirmou Umm Ali, tia das vítimas.

Centenas de milhar de refugiados tentam chegar à Europa atravessando o Mediterrâneo. A estes juntam-se outros migrantes económicos que tentam escapar à pobreza em África e na Ásia.

A Grécia é um dos destinos preferenciais para os refugiados e migrantes. É a partir daqui que seguem para o norte da Europa, em particular para a Alemanha.