Última hora

Última hora

França suspende cônsul honorária por vender barcos e coletes a imigrantes

Um escândalo relacionado com o tráfico de imigrantes provocou a suspensão de uma cônsul honorária da França na Turquia. O chefe da diplomacia

Em leitura:

França suspende cônsul honorária por vender barcos e coletes a imigrantes

Tamanho do texto Aa Aa

Um escândalo relacionado com o tráfico de imigrantes provocou a suspensão de uma cônsul honorária da França na Turquia. O chefe da diplomacia francesa suspendeu Françoise Olcay, que vendia nesta loja barcos insufláveis e coletes salva-vidas a imigrantes sírios que queriam chegar às ilhas gregas. O caso foi revelado pela televisão France 2, que gravou uma entrevista com uma câmara oculta.

Repórter da France 2: Tem consciência de que há pessoas que partem para a morte com os equipamentos que lhes vende?

Françoise Olcay, cônsul honorária de França: Claro que sim! E falamos com as autoridades para que não os deixem partir.

Repórter: E poderia também deixar de lhes vender…

Françoise Olcay: Sim, mas se nós deixarmos de vender, outros vão vender. Isso não vai mudar nada.

Reporter: Salvo que se você começar, talvez os outros façam o mesmo.

Françoise Olcay: Não de todo.

Reporter: A senhora é cônsul honorária da França aqui?

Françoise Olcay: Sim.

Reporter: A senhora percebe que a cônsul honorária da França está a alimentar o tráfico?

Françoise Olcay: Sim. A Marinha alimenta o tráfico, o capitão do Porto alimenta o tráfico, o vice-presidente alimenta o tráfico…

Reporter: Isso quer dizer o quê?

Françoise Olcay: Que eles os deixam passar e partir. Não sei… Não queria dar a entrevista, porque temos culpa, apesar de tudo, mas se não fôssemos nós seriam os outros.

Olcay comercializava estes produtos na sua loja de artigos marítimos no Bodrum, localidade turca muito próxima da ilha grega de kos. Foi nesta travessia que morreu o pequeno Aylan, cuja fotografia emocionou o mundo.