Última hora

Última hora

Grécia: Syriza e Nova Democracia empatados nas sondagens

A oito dias das legislativas antecipadas na Grécia, a maioria das sondagens continua a apontar uma situação de empate técnico entre a esquerda

Em leitura:

Grécia: Syriza e Nova Democracia empatados nas sondagens

Tamanho do texto Aa Aa

A oito dias das legislativas antecipadas na Grécia, a maioria das sondagens continua a apontar uma situação de empate técnico entre a esquerda radical do Syriza, no poder, e a Nova Democracia, principal força da oposição.

Para o vice-presidente da Fundação Helénica para as Políticas Europeias e Externas, Thanos Veremis, “estas eleições podiam ser evitadas, porque a maioria dos partidos no parlamento, com exceção de um ou dois, concordaria em manter o acordo com a União Europeia”.

Com a proximidade entre as duas principais forças políticas, será crucial conquistar os indecisos, que constituem perto de 10 por cento do eleitorado.

Um residente de Atenas diz que “três eleições em oito meses é demasiado. Mas o que poderia ser feito depois do Syriza ter perdido a maioria com os independentes gregos? Foi difícil [de evitar]”.

Outra eleitora diz que “apesar de viver muito próximo do sítio onde deveria votar”, não sabe se vai fazê-lo, porque não tem a certeza de que “faça qualquer diferença”.

Apenas um estudo de opinião, encomendado por um jornal de esquerda, dá uma clara vantagem de cinco pontos percentuais ao Syriza do primeiro-ministro, Alexis Tsipras.