Última hora

Última hora

Imigrantes tentam deixar a Hungria antes que a lei aperte

Centenas de refugiados e imigrantes tentam a todo o custo deixar a Hungria, antes da entrada em vigor de medidas mais duras para a imigração na

Em leitura:

Imigrantes tentam deixar a Hungria antes que a lei aperte

Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de refugiados e imigrantes tentam a todo o custo deixar a Hungria, antes da entrada em vigor de medidas mais duras para a imigração na próxima semana.

O primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orban, anunciou que as pessoas que entrarem de forma ilegal no país a partir de terça-feira serão detidas e poderão enfrentar penas de até cinco anos de prisão.

A estudante Mashaal Al-Hajri, veio de Omã para ajudar os imigrantes como voluntária na estação ferroviária de Budapeste. Diz que é preciso retirar estas pessoas “o mais depressa possível, antes que os militares entrem em campo e tentem resolver a situação”.

A partir de terça-feira, a Hungria vai receber os imigrantes na fronteira e transportar aqueles que reunirem os requisitos para pedir asilo para campos. Os que se recusarem a colaborar serão mantidos na fronteira.

Mais de 170 mil imigrantes entraram na Hungria através da Sérvia. Muitos evitam ser registados pelos húngaros com medo de ficarem aí retidos ou de serem enviados para este país quando prosseguirem a viagem rumo à desejada Europa Ocidental.