Última hora

Última hora

Malásia detém três alegados cúmplices do atentado de Banguecoque

A polícia tailandesa prossegue a investigação à autoria dos atentados de Banguecoque, sem admitir para já a pista de um possível ataque dos

Em leitura:

Malásia detém três alegados cúmplices do atentado de Banguecoque

Tamanho do texto Aa Aa

A polícia tailandesa prossegue a investigação à autoria dos atentados de Banguecoque, sem admitir para já a pista de um possível ataque dos separatistas uigures.

A vizinha Malásia anunciou ter detido dois homens e uma mulher que poderiam estar envolvidos na ação, que provocou 20 mortos no mês passado num templo da capital tailandesa.

Segundo o responsável da polícia malaia, Khalid Abu Bakar:

“Acreditamos que os supeitos podem ajudar-nos na investigação relativa ao atentado de Banguecoque. De momento, não quero avançar mais pormenores porque a operação ainda está a decorrer.”

As autoridades tailandesas emitiram, no domingo, um mandado de captura em nome do alegado autor da ação, que se encontra ainda em fuga. O suspeito de nacionalidade chinesa, seria o responsável por deflagrar o explosivo, entregue por um cúmplice que se encontra entretanto detido.

O segundo suspeito tinha reconhecido, durante uma reconstituição do ataque, na semana passada, ter fornecido os explosivos utilizados pelo bombista.

A polícia tailandesa continua a privilegiar a pista de um ajuste de contas entre grupos criminosos.