Última hora

Última hora

Ministros do Interior da UE debatem crise migratória e distribuição de refugiados em Bruxelas

A decisão alemã de reintroduzir, ainda que de forma temporária, o controlo fronteiriço, promete ensombrar a reunião dos ministros do Interior da

Em leitura:

Ministros do Interior da UE debatem crise migratória e distribuição de refugiados em Bruxelas

Tamanho do texto Aa Aa

A decisão alemã de reintroduzir, ainda que de forma temporária, o controlo fronteiriço, promete ensombrar a reunião dos ministros do Interior da União Europeia (UE), esta segunda-feira, em Bruxelas.

Na agenda do encontro está o debate sobre o agravamento da crise migratória e, concretamente, a proposta recente da Comissão Europeia para distribuir, com caráter “urgente e obrigatório”, 160 mil refugiados.

A iniciativa está, no entanto, longe de gerar consenso. Alguns países, como as quatro nações que integram o grupo de Visegrado mostram reservas. Hungria, Polónia, República Checa e Eslováquia recusam o sistema de quotas proposto.

Através das redes sociais, o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, referiu que “se não houver um sinal concreto de solidariedade e unidade dos ministros do Interior na reunião de segunda-feira, convocará uma cimeira europeia extraordinária em setembro dedicada à crise de refugiados.”

Este fim de semana, a situação agravou-se porque as ligações ferroviárias entre a Alemanha e Áustria foram interrompidas por motivos de segurança, suspendendo-se assim a livre circulação de pessoas contemplada no espaço Schengen.