Última hora

Última hora

Espanha: Defensores dos animais não impedem a morte do "Toro de la Vega"

A festa anual de Tordesilhas, em Espanha, voltou a ser marcada pelos protestos de centenas de defensores dos direitos dos animais. Os ativistas

Em leitura:

Espanha: Defensores dos animais não impedem a morte do "Toro de la Vega"

Tamanho do texto Aa Aa

A festa anual de Tordesilhas, em Espanha, voltou a ser marcada pelos protestos de centenas de defensores dos direitos dos animais.

Os ativistas envolveram-se em confrontos com habitantes locais, ao tentarem impedir a morte de um touro durante a tradicional festa do “Toro de La Vega”.

Uma mobilização acompanhada por uma petição com mais de 120 mil assinaturas na Internet que não conseguiu impedir um desfecho, apontado como “um linchamento coletivo” pelos ativistas.

Um touro de 640 quilos foi morto com três lanças ao final de uma perseguição de alguns minutos nas ruas da cidade.

Uma ativista afirma, “viémos de todas as partes de Espanha para defender um animal indefeso que vai ser torturado e estamos a ser provocados por vários habitantes que já agrediram várias pessoas”.

Uma habitante local defende, no entanto, a festa com origens medievais,:

“É uma festa com 500 anos. O primeiro touro foi oferecido por Joana I de Castela e o touro sempre desfilou e a aldeia sempre celebrou esta festa”.

Os protestos ocorrem num momento em que o debate sobre as corridas de touros continua a dividir o país, quando várias câmaras espanholas decidiram abolir as festas taurinas ou cortar os subsídios estatais aos eventos.