Última hora

Última hora

Liga dos Campeões: Benfica entra com o (brilhante) pé esquerdo de Gaitán

O Benfica entrou a vencer na Liga dos Campeões. A equipa encarnada derrotou o Astana por 2-0, num triunfo construído no segundo tempo. Gaitán e

Em leitura:

Liga dos Campeões: Benfica entra com o (brilhante) pé esquerdo de Gaitán

Tamanho do texto Aa Aa

O Benfica entrou a vencer na Liga dos Campeões. A equipa encarnada derrotou o Astana por 2-0, num triunfo construído no segundo tempo. Gaitán e Mitroglou foram os marcadores de serviço.

Rui Vitória repetiu o onze que tinha entrado em campo frente ao Belenenses mas exibição esteve longe de ser a mesma. É verdade que os encarnados dominaram, aqui e ali mostraram mesmo nota artística, não é menos verdade que acabaram por sofrer para levar de vencida uma formação esforçada mas sem grandes rasgos de génio.

Na Liga dos Campeões não há jogos fáceis. É uma frase repetida à exaustão por equipas técnicas por essa Europa fora. Diz-nos a experiência que mesmo assim, há jogos mais fáceis que outros. E dificilmente os encarnados voltam a ter um desafio tão fácil na liga milionária esta temporada.

O Astana mostrou ter uma equipa bem organizada e procurou o golo sempre que teve oportunidade. A abrir o segundo tempo, Aleksey Shchetkin acertou mesmo no poste da baliza de Júlio César.

A diferença acabou por ser feita pelas individualidades. Aos 51 minutos, Nicolás Gaitán abriu o ativo na sequência de uma jogada individual. Não é que o argentino merecesse, é que só podia ser ele. Era o único que se tinha vido a exibir a um nível digno da Liga dos Campeões.

Onze minutos depois, excelente jogada individual do Benfica pela esquerda e Mitroglou conclui da melhor forma um cruzamento de Eliseu. Estava feito o resultado final. O Benfica não brilhou mas fez quando baste para garantir uma vitória justa.

No outro jogo do Grupo C, o Atlético de Madrid foi a Istambul derrotar o Galatasaray com dois golos de Griezmann.

Ficha de jogo

Estádio da Luz (cerca de 25.000 espetadores)
Árbitro: Tasos Sidiropoulos (Grécia)

Benfica: Júlio César, Nélson Semedo, Luisão, Jardel, Eliseu, Samaris (Fejsa, 85) Talisca (Raúl Jiménez, 77), Gonçalo Guedes, Gaitán, Jonas (Pizzi, 72) e Mitroglou
Treinador: Rui Vitória

Astana: Nenad Eric, Branko Ilic (Denys Dedechko, 90+2), Marin Anicic, Evgeni Postnikov, Dmitri Shomko, Roger Cañas, Nemanja Maksimovic, Georgi Zhukov, Baurzhan Dzholchiyev (Abzal Beysebekov, 81), Junior Kabananga (Aleksei Schetkin, 46) e Foxi Kéthévoama
Treinador: Stanimir Stoilov

Golos: Gaitán (51') e Mitroglou (62')

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Marin Anicic (21), Baurzhan Dzholchiyev (24), Samaris (40), Gonçalo Guedes (45+1), Georgi Zhukov (78) e Jardel (83)


Mais três para Ronaldo

Nos restantes jogos da jornada inaugural, destaque para os três golos de Cristiano Ronaldo na goleada do Real Madrid por 4-0 frente ao Shakhtar.

Em Manchester, o City sofreu a primeira derrota da temporada frente à Juventus, que ainda não tinha conhecido o sabor da vitória.