Última hora

Última hora

Ministros da UE não conseguem acordo sobre repartição de 120.000 refugiados

De nada serviram os apelos dos migrantes e refugiados que se manifestaram no exterior da reunião extraordinária de ministros do Interior dos Vinte e Oito em Bruxelas.

Em leitura:

Ministros da UE não conseguem acordo sobre repartição de 120.000 refugiados

Tamanho do texto Aa Aa

De nada serviram os apelos dos migrantes e refugiados que se manifestaram no exterior da reunião extraordinária de ministros do Interior dos Vinte e Oito em Bruxelas.

O encontro terminou sem consenso acerca da proposta da Comissão Europeia para repartir milhares de refugiados que se encontram atualmente em Itália, na Grécia e na Hungria.

O comissário europeu para as Migrações, Dimitris Avramopoulos, explicou que “não foi conseguido o acordo esperado para a proposta [de relocalização] de 120.000 [refugiados]. A maioria dos Estados-membros estavam dispostos a avançar, mas não todos”.

A questão foi bloqueada, essencialmente, por um bloco de países de leste.
Os ministros reunidos em Bruxelas limitaram-se a validar a decisão já tomada em julho de repartir o acolhimento de 40.000 refugiados nos próximos dois anos. A decisão sobre os restantes fica adiada até à próxima cimeira, prevista para o dia 8 de outubro.

O correspondente da euronews, Sándor Zsiros, diz que “os argumentos finais do encontro deixaram claro que os líderes europeus fizeram algumas concessões aos políticos da linha mais dura da Europa, nomeadamente no que diz respeito ao reforço da proteção fronteiriça, nas fronteiras externas da União Europeia”.