Última hora

Última hora

União Europeia recupera na venda de carros novos com impulso de Portugal

A venda de carros novos na União Europeia (UE) continua a subir e Portugal está entre os Estados-membros que mais contribuíram em agosto para esta

Em leitura:

União Europeia recupera na venda de carros novos com impulso de Portugal

Tamanho do texto Aa Aa

A venda de carros novos na União Europeia (UE) continua a subir e Portugal está entre os Estados-membros que mais contribuíram em agosto para esta retoma. De acordo com os dados da Associação Europeia de Fabricantes de Automóveis (AEFA), em termos homólogos, houve mais 11,2 por cento de novos registos automóveis entre os “28”, com Portugal a registar mais 21,9 por cento de viaturas face a agosto do ano passado.

A maior subida homóloga da UE registou-se em Chipre, com 41,5 por cento, o que em unidades representa o registo de 658 novos carros no mês passado face a 465 um ano antes. Portugal somou 9436 novas matrículas contra 7741 no mesmo mês de 2014.

Se olharmos aos dados deste ano (janeiro a agosto), Portugal registou a segunda maioor subida na venda de carros novos entre os “28”, com 28,6 por cento (125.642 carros matriculados este ano face a 97.701 no mesmo período do ano passado). Só a Irlanda conseguiu melhor este ano, com uma subida de 30,3 por cento.

[[ Relatório do registo de novos carros na UE pela AEFA ]]

Analista sénior numa agência de estudo do mercado automóvel, a IHS Automotive, Stephanie Brinley salienta estar a ver “a Europa a entrar no espírito da retoma”. “Está ainda um pouco lenta, mas pelo menos estamos a ver uma recuperação. Não estamos a ver as vendas a decair ou a abrandar nem sabemos se isso poderá voltar a acontecer”, perspetivou a analista.

Em termos globais, de acordo com dados revelados pela LMC Automotive e traduzidos para um gráfico do Financial Times (à direita), a China continua a dominar o mercado da venda automóvel, mas as estimativas de fevereiro recuam agora de 25 para 24,1 milhões de carros matriculados até final deste ano na segunda maior economia do Mundo, que atravessa uma fase de menor fulgor.

“A China está a atravessar uma fase de transformação. Podemos ver isso pelos dados: de uma econmomia de produção, a China está a tornar-se uma economia de serviços. Mas estamos otimistas que a longo prazo a China vai continuar a crescer”, desejou Luca de Meo, o chefe de vendas e marketing da Audi.

Os Estados Unidos surgem em segundo na tabela de estimativas de vendas de carros novos em 2015, com 17,2 milhões, com a União Europeia cada vez mais próxima, com 16,9 milhões de novas matrículas registadas até final do ano. Os dados da AEFA indicam que até final de agosto já foram registadas 9.056.446 novas matrículas entre os “28”, um aumento de 8,6 por cento face ao mesmo período de 2014.

A América Latina surge bem longe do pódio e em queda. A estimativa da venda de carros novos, por exemplo, no Brasil estão a cair este ano na ordem dos 20 por cento face ao mesmo período do ano passado. a Rússia deu sinais de alguma estabilização do setor, mas as estimativas apontam para uma queda do número de novas matrículas na ordem dos 36 por cento face a 2014 — as sanções impostas por causa do conflito na Ucrânia não serão estranhas a esta quebra.

Os dados europeus da AEFA foram revelados no dia em que Salão Automóvel de Frankfurt abriu portas em exclusivo para a imprensa. A dois dias da abertura ao público, este dia “zero” ficou marcado pelo desmaio do presidente executivo da BMW.

Harald Krueguer, de 49 anos, nomeado para o cargo em maio passado, estava a discursar perante os jornalistas sobre as novidades da BMW para o Salão Automóvel quando aparentemente se sentiu tonto e desmaiou, sendo ajudado por dois guarda-costas.

Num breve comunicado, a BMW esclareceu que o presidente-executivo teve uma tontura e já não se estava a sentir bem na parte da manhã depois de ter regressado de uma viagem do estrangeiro. Um porta-voz da empresa alemã disse um pouco mais tarde que Harald Krueger estava a sentir-se melhor, mas que tinha cancelado todas as reuniões agendadas para terça-feira e rumou a casa.

O Salão do Automóvel de Frankfurt abre as portas ao público na quinta-feira. A BMW, juntamente com os grupos compatriotas Volkswagen e Daimler, proprietária da Mercedes-Benz, têm um lugar primordial na exposição, onde mais de mil expositores mostram os seus últimos modelos.