Última hora

Última hora

Drones em defesa das tartarugas

Em leitura:

Drones em defesa das tartarugas

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades mexicanas vão usar drones nas praias de Oaxaca para combater o roubo dos ovos da tartaruga olivácea, que todos os anos regressa à

As autoridades mexicanas vão usar drones nas praias de Oaxaca para combater o roubo dos ovos da tartaruga olivácea, que todos os anos regressa à costa do país para desovar.

Entre ataques de predadores e caçadores furtivos, menos de um por cento desses ovos vai sobreviver. São caçados por aves, cães e caranguejos ou comidos pelos habitantes.

A venda de carne de tartaruga e ovos foi proibida no México há mais de duas décadas, mas a ameaça de uma pena de prisão não tem sido suficiente para dissuadir os caçadores furtivos.

As autoridades ambientais mexicanas consideram que com os drones vai ser mais fácil localizar os ladrões

“Do ar, é fácil identificar os caminhos. Quando alguém entra deixa pegadas e, quando muitas pessoas começam a fazer o mesmo trajeto, começamos a ver caminhos. Portanto, este equipamento ajuda a identificar esse tipo de acesso terrestre que antes não podíamos ver devido às colinas e vegetação.”

Os pescadores podem, supostamente, vender ovos de tartaruga a 80 centimos cada.

Os moradores que vivem na costa, há muito tempo que comem ovos de tartaruga, que entretanto subiram de preço.

As praias Morro Ayuta e Escobilla, são considerados os maiores santuários de ovos de tartaruga olivácea.