Última hora

Última hora

Violência na fronteira entre a Sérvia e a Hungria

A violência na fronteira entre Roszke e Horgos fez vários feridos, entre eles 20 polícias e duas crianças. Mas as autoridades húngaras não desistem e

Em leitura:

Violência na fronteira entre a Sérvia e a Hungria

Tamanho do texto Aa Aa

A violência na fronteira entre Roszke e Horgos fez vários feridos, entre eles 20 polícias e duas crianças. Mas as autoridades húngaras não desistem e dizem que vão reforças a vedação e informaram a Sérvia do encerramento deste posto, durante 30 dias.

Esta tarde, a impossibilidade dos refugiados seguirem viagem, a maioria para a Alemanha, depois da entrada em vigor de novas leis na Hungria, exaltou os ânimos. Dezenas de refugiados furiosos exigiam que a polícia húngara, estacionada do outro lado da vedação, criada para impedi-los de passar, os deixasse atravessar o país.

Os refugiados arremessavam objetos, entre eles pedras e garrafas de água, contra a polícia, que respondia com canhões de água e gás lacrimogéneo para tentar afastá-los da “cerca”.

Segundo a polícia húngara tudo terá começado com um pequeno grupo de migrantes que tentou forçar a entrada no país.

As autoridades húngaras pediram às sérvias para agirem contra aquele a que chamam de “grupo agressivo de migrantes” mas do lado sérvio não se viu qualquer ação contra aqueles que se batiam contra a polícia húngara.