Última hora

Última hora

Espanha: O "pontapé de saída" do refugiado sírio agredido na Hungria

Um pontapé no destino para um refugiado sírio, acolhido em Espanha, esta noite, depois de ter sido agredido por uma operadora de câmara na Hungria

Em leitura:

Espanha: O "pontapé de saída" do refugiado sírio agredido na Hungria

Tamanho do texto Aa Aa

Um pontapé no destino para um refugiado sírio, acolhido em Espanha, esta noite, depois de ter sido agredido por uma operadora de câmara na Hungria.

Osama Abdul Mohsen e o filho Zaid aterraram em Madrid, onde o antigo treinador vai integrar a academia de futebol de Madrid.

Um convite mais que simbólico para o responsável da escola espanhola, que afirma querer dar uma oportunidade a Osama de reconstruir a sua vida na Europa.

“Os políticos, quer ao nível da União Europeia, quer ao nível do governo, devem tomar medidas para ajudar estes refugiados para que tenham um trabalho e uma autorização de residência. Precisamos de ajudar estas pessoas, não se trata de política nem de futebol”.

Osama tinha conseguido alcançar a Alemanha depois da mediatizada rasteira de que foi vítima quando tentava atravessar a fronteira entre a Sérvia e a Hungria.

O novo treinador da academia de futebol espanhola vai também beneficiar de um apartamento em Madrid. Um pontapé no mesmo destino que há alguns dias parecia apenas pregar-lhe uma rasteira.