Última hora

Última hora

Campanha na Grécia termina com empate entre Syriza e Nova Democracia

Tudo o que se sabe é que nada se pode prever sobre o desfecho das eleições legislativas no próximo domingo na Grécia. Após três semanas de campanha

Em leitura:

Campanha na Grécia termina com empate entre Syriza e Nova Democracia

Tamanho do texto Aa Aa

Tudo o que se sabe é que nada se pode prever sobre o desfecho das eleições legislativas no próximo domingo na Grécia. Após três semanas de campanha, as cinco sondagens efetuadas resultam num empate técnico: duas dão a vitória ao Syriza, de Alexis Tsipras; outras duas, aos conservadores da Nova Democracia, de Vangelis Meimarakis; e uma reforça a ideia de um taco a taco até ao fim, com 28% para ambos os lados. Longe, portanto, dos 38% necessários para obter a maioria num parlamento de 300 assentos.

Nas ruas de Atenas, encontramos depoimentos como este: “O meu salário sofreu um corte de 40-45%. Sou professor e ganho 883 euros, após 15 anos a dar aulas nas escolas. Não espero nada destas eleições.” Mas outros são mais otimistas: “Espero que o escrutínio traga uma situação mais estável e que nos devolva a normalidade”.

Os gregos vão às urnas pela terceira vez este ano. Há entre 10% a 15% de indecisos no eleitorado, que tem a missão de escolher quem vai gerir o último resgate pedido em agosto de 86 mil milhões de euros.