Última hora

Última hora

Chelsea vence dérbi de Londres, Mourinho e Wenger continuam duelo fora das quatro linhas

Diego Costa foi o homem do jogo no dérbi de Londres entre Chelsea e Arsenal, não necessariamente por bons motivos. O atacante foi fundamental na

Em leitura:

Chelsea vence dérbi de Londres, Mourinho e Wenger continuam duelo fora das quatro linhas

Tamanho do texto Aa Aa

Diego Costa foi o homem do jogo no dérbi de Londres entre Chelsea e Arsenal, não necessariamente por bons motivos. O atacante foi fundamental na vitória dos blues por dois golos sem resposta, mas apenas porque o seu comportamento antidesportivo resultou na expulsão de Gabriel Paulista à beira do intervalo.

O brasileiro ficou em campo, uma situação que Arsène Wenger considera inadmissível:

“Penso que o seu comportamento é inaceitável. Se virem as imagens percebem o que ele fez ao Koscielny antes, empurrou-o, bateu-lhe na cara e não lhe aconteceu nada. Para ser honesto é… surpreendente. Não compreendo a decisão do árbitro, não o cartão vermelho que mostrou mas porque é que o Diego Costa ficou em campo.”

Os gunners terminaram o encontro com nove elementos, Santi Cazorla também foi expulso, mas para José Mourinho tudo isso não passam de desculpas:

“Já joguei contra o Arsenal não sei… 12, 15, 18 vezes. Não sei. E só por uma vez Arsène Wenger não se queixou. Nesse dia perdemos o jogo, perdemos a taça, não foi nada bom para nós. E o nosso comportamento foi extraordinário. Nada de desculpas, ninguém chorou, ninguém se queixou.”

Para a história ficam os golos de Kurt Zouma e Eden Hazard. O Chelsea continua na segunda metade da tabela a oito pontos do líder Manchester City, que foi derrotado em casa pelo West Ham.